O combate ao coronavírus está estimulando diversas ações de solidariedade pelo país e pelo mundo!


Algo está surgindo em tempos de coronavírus, não só no Brasil, mas em todo o mundo. Na maioria dos países europeus e no Oriente, os idosos são tratados com dignidade e o respeito que merecem, porém, no Brasil, existe um Estatuto do Idoso no papel, mas na consciência de grande parte da população, infelizmente, o idoso é tratado como um peso, uma obrigação e não como alguém que tem muito a ensinar e merece respeito, dignidade e a admiração de todos.


Com o isolamento, a população menos propensa os jovens de diversas partes do país estão se disponibilizando para ajudar idosos com as compras de mercado e farmácia, para evitar que eles saiam de casa e entrem em contato com o coronavírus, ja q são um dos principais grupos de risco da Covid-19, ou até distribuir álcool em gel para quem precisar. Eles usam a criatividade para estimular a união e o senso de coletividade. Em meio à pandemia, o recado nas redes sociais é "ninguém segura mais a mão de ninguém". Mas, de longe, muita gente ainda se ajuda.




A solidariedade parece que está ressurgindo nos corações de muitos. A vida corrida, onde alguns conversavam com os parentes e amigos apenas pelo celular, por conta do autoisolamento e esqueciam de conversar com quem estava ao seu lado. A Itália está sendo um exemplo vivo, onde os vizinhos vão às janelas diariamente tocar algum instrumento ou cantar para alegrar o triste drama do confinamento obrigatório.

Nem tudo está perdido. Muita gente está com tempo de sobra agora para refletir o que está fazendo na sua vida para ajudar ao próximo. Um simples gesto nos tempos do coronavírus pode ajudar alguém que está necessitando.

Quem sabe quando acabar os tempos do coronavírus os brasileiros encarnem a lição da importância da solidariedade, do desapego e da amizade. Independentemente de pandemia, ao seu lado, sempre terá alguém precisando não apenas de apoio material, mas de uma palavra de conforto.

Surge uma esperança em tempos do coronavírus.